sábado, 17 de setembro de 2011

quebra-cabeça

and with this ring I wed thee true
and with this ring I wed thee now
and with this ring I play so dead
but no one's asking for the truth
so let me tell you:


desaprendemos a vida, juntos; na incapacidade de se traduzir, no tempo desacertado, no jogo dos mortos fingindo-se vivos. e, logo eu, acreditei possível aquele meio-termo: meu feminismo. seus panos quentes. a aversão pelos amigos um do outro. meu desgosto por cinema. meu fraco por mulher. sua obsessão pelo trabalho. seus silêncios.

(breathing underwater)


acredito no nunca - porque nunca Amor fue suficiente - padecemos de disritmia cardíaca.


(and living under glass)


sei bem que faltaram peças, mas desespero por essas sem encaixe. pouco me mata tanto quanto o reflexo incoerente e opaco que emana de qualquer palavra ou gesto seus, talvez...


if you spin your love around
the secrets of your dreams
you may find your love is gone
and is not quite what it seems
to appear to desapear
beneath all your darkest fears

4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. escrito ao som de http://youtu.be/KxhSp3qumH4

    ResponderExcluir
  3. não tem nenhuma peça q eu não queira te mostrar, q eu esteja escondendo. se elas faltam pra ti, faltam pra mim também. a verdade é q eu nao gostava tambem desse meu eu que estava surgindo nessa situação toda. não o conhecia direito também, e esse jeito, panos quentes e obsessivo por trabalho é algo que eu gostaria de matar e é o q eu venho tentando. e é assim q eu estava/estou, nesse marasmo insuportavel de incoerencia e opacidade q vive em mim. de qq modo tentarei ser o mais translucido possivel e te dar qq peça q precise.

    ResponderExcluir

passadas luas